Observando uma Delegacia

 

Esta noite (24/12/2008) eu estava projetado e tive minha atenção atraída pelas vibrações do que acontecia numa delegacia

Onde se situa a tal delegacia?

Não sei dizer, pois no astral não há indicações e os deslocamentos são instantâneos.

Tanto pode ser numa cidade próxima como distante ou em qualquer lugar no astral

Era uma delegacia pequena, porém, muito movimentada no astral

Ali não havia inocentes, pois seus crimes e transgressões eram claros e perceptíveis, através dos respectivos pensamentos e vibrações que eram portadores.

Eram tratados com brutalidade, com socos e pontapés, prontamente assimilados pelos “criminosos”, como se estivessem no físico.

Dava para perceber vários “policiais” que se compraziam em estarem fichando, punindo e de certa forma “prendendo” os malfeitores, baseados em senso próprio de se fazer “justiça”.

No astral não dá para esconder nada, a pessoa é aquilo que é, seus pensamentos e vibrações o denunciam

O quê a pessoa faz no físico é percebido por uma multidão no astral

Com tanta “exposição” de seus atos, dá para imaginar, deduzir e compreender perfeitamente o quê ocorre com o encarnado quando se desprende de seu corpo físico durante o sono e ou logo após seu respectivo desencarne.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.