Rompendo uma “Barreira de Acesso”

 

Esta noite (09/04/2005) fui acessar uns arquivos que me interessavam no astral e uma entidade feminina, provavelmente desencarnada, “bloqueava” o meu acesso.

Conforme já relatei em outras ocasiões, no astral existem locais que possuem arquivos e registros gigantescos…

Onde podemos encontrar, por exemplo, imagens e cenas de um passado distante.

Pois bem, na terceira tentativa, pois não desisto fácil das coisas que quero, a tal entidade plasmou uma parede no local onde havia uma porta, fechando totalmente a passagem

Aquela atitude irritou-me, pois se constituía num ato arbitrário, numa censura, num bloqueio ao acesso de arquivos que serviriam para o meu esclarecimento e aprendizagem.

Em outra ocasião, há alguns anos, eu tentei argumentar e no final acabei aceitando o “bloqueio”, porém, desta vez eu não estava disposto a isto.

Sutilizei meu estado e atravessei aquela parede aparentemente sólida…

Quando eu estava acessando os arquivos, uma entidade masculina, que deve ser uma espécie de guardião ou dirigente do local, veio conversar comigo.

Mostrei-lhe o que eu queria e acabamos conversando amigavelmente sobre projeção

É interessante observar que mesmo no astral ainda há pessoas muito atreladas a regras e condicionamentos semelhantes aos do físico, querendo proibir, censurar, bloquear acesso, etc.

_____________________________________

Para plasmar, basta usar a concentração, a vontade firme e forte

Às vezes, instintivamente, faço movimentos com uma ou com ambas as mãos

Este movimento pode ajudar na concentração e criação do que se quer

Em uma ocasião, por exemplo, abri os braços e plasmei ou criei uma espécie de campo de força ou campo energético que protegia dos umbralinos as pessoas que eu estava socorrendo

Você poderá ler este relato denominado “VENCENDO O MEDO E RESGATANDO PESSOAS” de 16/08/2003 em

vencendo o medo e resgatando pessoas

________________________________________

 

No astral parece que tudo funciona a base de sintonia, de pensamentos, de sentimentos.

O astral é imensamente maior que o físico

Conforme já relatei, em outras ocasiões, eu encontro lugares, coisas e pessoas no astral, instantaneamente, por pura sintonia.

No astral nada se perde nada é destruído

 

Tudo o que existiu no físico, pode ser acessado no astral… Desde os mais secretos pensamentos, sentimentos, atos, palavras, cenas, coisas… Fica tudo registrado

Recentemente eu postei o relato de 25/01/2005 denominado “DESCOBRINDO O OCULTO” que poderá ser lido mais embaixo, nesta mesma página no link:

https://projecaoastral.com.br/blog/descobrindo-o-oculto

Onde eu tento explicar esta situação

_____________________________________

Ao longo de minhas experiências o que mais tenho feito é quebrar e romper “barreiras”

Barreiras do medo, do desconhecimento (ignorância), das crendices, das ideias pré-estabelecidas, dos convencionalismos, etc.

Entendo que nossas limitações talvez tenha sido criadas por nós mesmos e estão circunscritas somente ao âmbito físico, pois minhas experiências no astral tem me mostrado isto

Vou citar um exemplo do que se tornou uma característica de minha personalidade, tanto no físico como no astral:

Claro que não existe inferno, porém, se existisse e eu percebesse que há algum necessitado em condições de ser socorrido dentro do inferno, eu iria lá enfrentaria com todos os capetas e tiraria o cara de lá… (faço coisas semelhantes nas regiões umbralinas mais tenebrosas)

Esta minha determinação férrea provavelmente tem origem no rompimento de “barreiras”, na evolução do meu entendimento, na vontade de ajudar e socorrer, etc.

Se eu estivesse preso a “autopiedade”, achando que sou um “coitadinho”, que não posso, que não consigo, que ainda não estou preparado, etc.

certamente eu não conseguiria muitos dos resultados que estou conseguindo em minhas experiências e também eu não teria o entendimento que tenho hoje

Eu também não permito, não aceito, que nada e ninguém interfira, crie barreiras ou obstáculos em minha caminhada em direção ao entendimento e aprendizagem

Meus relatos são cheios de situações que ressaltam minha postura

Por exemplo:

Recentemente postei uma relato denominado “ENCONTRO COM FAMOSA ENTIDADE NO ASTRAL” que poderá ser lido mais embaixo, nesta mesma página, onde retratava a expectativa da tal entidade e de seus seguidores de que a simples menção de seu nome fazia as pessoas a reverenciarem

https://projecaoastral.com.br/blog/encontro-com-famosa-entidade-no-astral

Ora, na minha frente eu não enxergava nenhuma “divindade” e sim apenas uma pessoa desencarnada, tola, ingênua, ainda presa a crendices e costumes do físico

Já tentei também deixar claro este assunto em outros relatos, como por exemplo, no denominado “HIERARQUIA E GRUPOS DE ESTUDO NO ASTRAL” de 29/10/2004 que poderá ser lido mais embaixo, nesta mesma página.

Hierarquia e Grupo de Estudos no Astral

 

Onde eu escrevi:

“… Tal senhor, provavelmente ainda está atrelado a hábitos e condicionamentos do
físico, e igualmente ainda não percebe que no astral as entidades de maiores
conhecimentos e percepções geralmente não se posicionam como chefes, mestres,
etc… e sim posicionam-se como amigos, como colegas de aprendizado, estimulando
e incentivando a percepção e o entendimento…”

Por outro lado, NÃO vejo Deus, o criador, a consciência maior, nosso EU superior (ou qualquer nome que queira dar) como um “cerceador”, um “castrador”, um “limitador”

Penso que as coisas talvez sejam como tentei explicar no meu relato de 27/10/2004 denominado “AMBIENTE REAGINDO” que poderá ser lido mais embaixo, nesta mesma página

Ambiente Reagindo

Será que nosso plano físico “limitador” e “castrador” não é apenas uma criação coletiva de nossas mentes??

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.